«Essa Terra Que Tomo de Conta»

Parentesco e Territorialidade na Zona da Mata de Pernambuco


 

 

 
Este livro apresenta uma problematização das práticas familiares relacionadas com o uso e posse da terra nos assentamentos de reforma agrária do Nordeste do Brasil. O trabalho descreve o processo como se constitui um assentamento rural ao longo do tempo, partindo das experiências vividas dos seus habitantes e enfatizando a forma como a terra tem sido incorporada nos projectos familiares dos antigos moradores dos engenhos de cana-de-açúcar na Zona da Mata de Pernambuco. Trata-se de uma etnografia sobre a vivência da reforma agrária onde as problemáticas antropológicas da apropriação da terra e das relações de parentesco subjacentes à conjugalidade, género, parentalidade e transmissão são situadas nas novas dinâmicas sociais e territoriais decorrentes deste momento importante de reorganização dos espaços rurais.

  • 233 pp.

Preço de Capa: €18.00
Nosso Preço: €16.20
Poupe: 10% menos

Adicionar ao Carrinho de Compras:

ISBN: 978-972-671-375-3
Publicado: 2016




INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - UNIVERSIDADE DE LISBOA
Avenida Professor Aníbal de Bettencourt, 9 1600-189 LISBOA Telef: 217 804 700 - Fax: 217 940 274 Política de Privacidade