Igreja Católica, Estado e Sociedade

O caso Rádio Renascença


 

 

 
Durante a revolucão de 1974/1975, a Igreja Católica redefiniu o seu lugar e papel na sociedade e face ao Estado. Reciprocamente foi redefinida a relação do Estado com a Igreja e a religião. Essa evolução resultou da combinação de quatro factores principais: primeiro, pelas mudanças experimentadas pela Igreja Católica durante o marcelismo; segundo, pelas estratégias das autoridades públicas e religiosas no período da transição democrática; depois, pelo pluralismo dos católicos na assunção das preferências ideológicas e partidárias em condições de concorrência eleitoral; finalmente, pelo aprofundamento do processo de secularização da sociedade portuguesa. Focando o "caso Rádio Renascença", que radicalizou no PREC a tensão politico-eclesiástica, este estudo propõe uma caracterização das novas relações entre a religião e a política.

  • 269 pp.

Preço de Capa: €20.50
Nosso Preço: €18.45
Poupe: 10% menos

Adicionar ao Carrinho de Compras:

ISBN: 972-671-162-2
Publicado: 2005-11-01




INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - UNIVERSIDADE DE LISBOA
Avenida Professor Aníbal de Bettencourt, 9 1600-189 LISBOA Telef: 217 804 700 - Fax: 217 940 274 Política de Privacidade